Lizotável...

26 de Maio de 2008

Como pintar dois cômodos desesperadamente

A sala, antes de ser pintada.Fim de semana passado (24 e 25 de maio) pintei a minha sala e o quarto da filha da minha mulher. Foi uma boa aventura pois eu e nem ninguém que me ajudou sabia ou nunca pintou um cômodo. Se você que também nunca pintou nada em sua vida e pensa em algum dia pintar, pode ir fundo que a coisa nem é tão complicada assim, mas que dá trabalho, dá. E tenha controle da ansiedade, pois dá uma vontade danada de ver logo como que a coisa irá ficar.

A idéia de pintar a casa surgiu depois que comprei um sofá e um rack para a sala (que ainda não chegaram). São tão bonitinhos que, coitados, precisavam de um lugar bacana... e também moro no apartamento há 11 anos e nunca pintei nada (só o meu quarto é que já foi pintado por causa de uma infiltração do andar de cima).

Enfim, a primeira etapa foi comprar os materiais. Precisamos de: 18 litros de tinta latex acrílica branco fosco, 3,5 litros de tinta verde clara latex acrílica premium (para uma das paredes da sala, pra dar um destaque legal), massa corrida e o resto dos materiais (lixa, removedor, dois kits com rolo e pincel, fita crepe, corante lilás para as paredes do outro quarto e só). Tudo ficou a menos de 200 reais.

O melhor tutorial sobre pintura que encontrei na net foi este aqui. Dá todos os detalhes possíveis e até exagera.

Os pedrêro! Eu e Fabiano no sábado. Bom, com os materiais em casa começamos a fazer a preparação do cômodo. Reservamos o dia de sexta-feira e sábado pela manhã só pra isto: afastar os móveis, forrar o chão com jornal, aplicar massa corrida onde havia parede descascando, cobrir e aplicar fita adesiva nos rodapés e portas, limpar um pouco a parede com bucha e detergente, lixar a massa corrida, aplicar novamente, lixar novamente... e finalmente começamos a pintar.

A primeira mão fica meio desanimante. Você pinta, pinta denovo o mesmo local e a parede fica meio sem graça e manchada. Mas não se preocupe, pode ir executando o trabalho normalmente que a segunda mão salva a parada. Daí depois de pintar tudo tem que pintar os cantos das paredes. Parece meio chato no início mas depois que pega as manha você nem liga mais... só o seu corpo é que fica meio dolorido mas, fazer o quê né.

O verde com o branco no canto da sala, abaixo do corredor. Então, no sábado, fizemos a primeira mão de tudo. No domingo foi a segunda mão que aí sim você vê o resultado da coisa, e fica empolgado também em querer terminar tudo (mas tomando cuidado pra não fazer a coisa de qualquer jeito). Só as 20h aproximadamente é que terminamos. Na hora, resultado é apenas gratificante, mas você não tem noção de o tanto que isto é bom.

O quarto da menina. Calma que as manchas é porque a tinta tava fresca ainda.Com o corpo dolorido, tinta gasta em excesso (depois que descobri que podia diluir um pouco em água, aff...), muita descontração e piadas, Guided by Voices de trilha sonora e patrocínio da cerveja Antarctica, tudo ocorreu bem e recomendo uma aventura destas. Vale a pena pintar a casa sim. Qualquer dúvida de newbie pode perguntar também.

19 de Maio de 2008

LZ.INFO luizotavio.info em breve

Update: devido à algumas regras idiotas da ICANN, não é permitido registrar um domínio com menos de 3 letras. Daí tive que escolher outro de última hora. Mas, tá bão!


Pois bem, finalmente registrei um domínio e contratei um provedor de hospedagem para mim! Meio que criei vergonha na cara também pois estava precisando de um local para que eu possa fazer uma propaganda dos serviços de webpage que ando fazendo.

Empolguei com esta idéia quando soube que os domínios ".com.br" poderiam ser registrados apenas usando o CPF. Pensei também que seria impossível eu achar um nome que preste depois disto... e num deu outra. Depois brinquem de descobrir domínios disponíveis no registro.br, tem cada coisa registrada que você nem imagina.

Pois bem, meu domínio (luizotavio.info mais um plano de hospedagem básico de 200Mb (com PHP, Perl, mySQL, CGI, webmail, etc) ficou em R$59,70, sendo que meu domínio fica registrado por dois anos. Daí é só pagar por trimestre o valor de R$ 26,70.

Bonzin né? Tendo uma utilidade fica melhor ainda.
Quem quiser um plano destes mande e-mail para o luizoft arroba yahooooo ponto com ponto beérre! É que se eu indicar ganho desconto na minha conta. ;)

15 de Maio de 2008

Vida prática

Meu tênis está ótimo porque ainda não rasgou pelas laterais.
Minha carteira ainda está boa porque o lugar onde guardo as moedas não está furado.
Minhas cuecas estão perfeitas pois o elástico ainda está firme.
Minha camisa serve para sair porque ainda não furou no ombro.
Minha calça tá boa pois não vejo nenhuma sujeira aparente.
Já estou no trabalho.

5 de Maio de 2008

Mandriva 2008.1 : eu recomendo

Um belo dia cismei em instalar Linux em minha máquina depois de vários paus, lentidões e inconvenientes do meu Windows XP. Eu já ia de Ubuntu, solução clássica para muitos, mas lembro que da última vez que instalei ele num achei lá essas coisas pelos seguintes motivos:

- A interface Gnome ainda não me convence. Eles tentam criar uma interface clean mas ainda não me convence. É chato de mexer.
- Pacotes Debian. É porque uso Linux desde 1995 e desde então só mexo em RedHat, pacotes RPM saca... aí fica difícil um veterano acostumar com os tais pacotes DEB.
- Mãe, cordei, Terminal, kd? Essa coisa de sudo pra cá, sudo pra lá... dá preguiça.

Daí arrisquei de cara com o Mandriva Linux 2008. Copiei o Live-CD e rodei em minha máquina. Rapaz, o bichin reconheceu tudo do meu Notebook Acer 5043, incrível! Até o desktop 3D já veio habilitado por padrão.

Daí fiz uns leves ajustes no desktop 3D (algumas janelas apareciam em branco, correção aqui), instalei o driver da placa wireless (veja aqui) e coloquei pra funcionar uns aplicativos que uso, incluindo o Photoshop CS2 e o Dreamweaver 8 (ambos funcionaram perfeitos via Wine).

Até agora tá tudo mil maravilhas. Tudo rapidin, sem complicações e pouquíssimos acessos ao terminal para configurar coisas (o "painel de controle" do Mandriva é completíssimo). Só duas coisas que eu faço no Windows não consegui fazer no Mandriva: acessar os dados do meu telefone (Nokia E50) e usar o recurso de big-desktop com o desktop 3D habilitado (acho que sem ele funciona).

Claro que meu Windows permanece em outra partição (tem uns programinhas de música, como o Reason, que não roda no Linux... e outras firulas que uso de vez enquando) mas já migrei pro Mandriva aqui no trabalho. O desktop 3D além de ser legal dá uma produtividade e tanto, o Amarok (programa de gerenciar mp3s) é realmente fantástico, programas em Windows funcionam numa velocidade impressionante e não pesa a máquina, enfim... acho que qualquer pirateiro sem-vergonha que sai instalando Windows XP com chave genérica deveria repensar seus atos, o Linux no desktop finalmente chegou num patamar respeitável, basta só boa vontade.

30 de Abril de 2008

De volta

Num sei se eu caso ou compro uma bicicleta. Digo isto ao pé da letra mesmo.

Pois é, voltei a morar sozinho. O que meiava os gastos comigo vazou: tornou-se doutor, ficou desempregado e voltou pra casa da mãe. Compartilhar as dívidas de casa comigo mesmo não é fácil, no início o dinheiro até dá, depois temos que ir cortando algumas coisas. Mas é bom, minha namorada vai em minha casa várias vezes e eu gosto disto também.

Essa coisa de eu ficar parado, sem atividade física, me fez pensar em comprar uma bicicleta. É sério. Engordei uns 5 ou 7 quilos depois que parei. Tentei voltar escondido do médico ao futebol mas o meu desempenho futebolístico tava tão vergonhoso que resolvi afastar um pouco pra não manchar a minha imagem. Mas acho que se eu comprar bicicleta vai ser um fogo-na-palha total... vou pensando.

Mas uma coisa eu vou fazer: comprar um computador. Veja como sou nerd meu deus, vou deixar de comprar a cozinha lá de casa este mês pra comprar um computador, alias, outro computador, pois já tenho um notebook!

Nota mental: invista em você.

8 de Fevereiro de 2008

Dicas ao comprar uma TV LCD

Como sou um nerd que custou formar na faculdade e um fanático por tecnologia que não tem grana, quando vou comprar alguma coisa acima de 300 reais já é motivo de grande pesquisa na internet para saber "qual é o melhor custo/benefício".

Qualquer dia destes vou querer comprar uma TV LCD. Sim, vendi minha TV de 29" e tou com uma emprestada de 14" dos anos 70 (é sério). E como estou querendo reformular minha sala todinha (pintar, novos móveis, etc), nada como um TV novinha.

Para o tamanho da minha sala, cismei que quero uma TV de 32 polegadas. Daí veio as perguntas que foram sendo respondidas graças ao Deus Google:

Plasma ou LCD?
Como a minha intenção é usar a TV também como monitor (conectado ao computador) e mais para ver DVD do que TV, a escolha é sem dúvida o LCD. O plasma também é bom, mas só é indicado para pessoas que querem o plasma para ver TV (aberta ou a cabo). As cores são mais vívidas e o brilho da imagem é melhor que no LCD. O meu pai comprou uma de plasma: fez a escolha certa pois ele só quer ver o futebol e minha mãe a novela.

Tá bom, é LCD. Mas tem que ter entrada VGA por causa do computador, certo?

Não necessariamente. Posso utilizar a saída HDMI para isto, utilizando o cabo conversor de DVI (saída padrão das placas de vídeo mais atuais) para HDMI. HDMI e DVI são exatamente a mesma coisa, só a pinagem e o plug dos cabos são diferentes (e o HDMI transmite audio também). Portanto, é importante que a TV tenha pelo menos duas entradas HDMI: uma para o computador e outra para o DVD por exemplo. A VGA no caso pode ser dispensável.

Legal, tem que ter duas portas HDMI então. Mas aqui, e este negócio de contraste?

Simples. Quanto mais melhor. Mas vamos para uma definição de contraste, encontrada neste ótimo artigo sobre telas LCDs:

"Trata-se de uma medição da diferença de luminosidade entre o branco mais forte e o preto mais escuro. Quanto maior for esse valor, mais fiel será a exibição das cores da imagem. Isso acontece porque essa taxa, quando em número maior, indica que a tela é capaz de representar mais diferenças entre cores."

Mas tome cuidado também com a história do contraste dinâmico! O que vale mesmo é a taxa de contraste estático (lembra aquela definição de PMPO e Watts para som? É por aí). Procure por televisores que informam esta taxa de contraste real a fim de compraração.

Doido! E o que mais tenho que saber?

Bom, pra mim, a TV LCD têm que ter suporte à Progressive Scan e tempo de resposta de pelo menos 8ms. Isto tudo pra faixa de preço que eu quero (até 2.300 reais). Full HD? Bobagem. Não caia nesta... a não ser que saiba que Full HD hoje em dia só tem utilidade caso tenha um PlayStation 3 ou um leitor de Blu-Ray.

22 de Janeiro de 2008

Pneu quente!

Esta é em homenagem à , depois da idéia lançada no twitter dele.

hotwheels

Pena que a imagem tá em baixa resolução...